Esta é uma loja teste. Qualquer pedido feito nesta loja não será atendido ou entregue.

Termos de Garantia

Garantia Legal

Consiste em um compromisso de substituição durante o prazo de garantia legal, em função de defeitos de fabricação, de acordo com as condições previstas nesse termo de garantia. Prazo de 3 meses, contados a partir da data de aquisição do pneu comprovada pela nota fiscal.

Garantia Contratual

Consiste em um compromisso de bonificação durante o prazo de garantia contratual em função de defeitos de fabricação, de acordo com as condições previstas nesse termo de garantia.Prazo de 4 anos e 9 meses, contatos a partir do fim do prazo da garantia, comprovado pela nota fiscal.

O que não é coberto pela garantia 

Avarias acidentais, tais como:

Cortes, furos, bolhas (quebras da carcaça por impactos), rasgos, deformações, sinais de roçamento do flanco, etc. ou outras avarias causadas pelo uso do veículo em vias de tráfego ou fora delas.

  • Pressão utilizada em desacordo com a recomendada pelo fabricante do veículo;
  • Rodagem sem ar ou com pressão insuficiente;
  • Montagem incorreta e sem cuidados;
  • Sentido de rodagem ou lado de montagem não respeitado;
  • Pneus que apresentam marcas de patinagem ou características de bloqueio de freio;
  • Pneus apresentando separação de seus compostos nas ligações: banda de rodagem/flanco, flanco/talão, revestimento interno, ocasionados por insuficiência de pressão ou sobrecarga;
  • Pneus com desgastes irregulares decorrente de problemas de manutenção (ausência ou intervalo longo de rodízio de pneus) e ou problemas mecânicos no veículo: alinhamento de direção – rodas/geometria de suspensão, balanceamento, etc., peças gastas (fadiga, folga) ou avariada, freios desregulados, etc.;
  • Acidentes, corrosão, vandalismo, fogo ou estrago causados pela natureza;
  • Pneus utilizados para corrida (racha) ou utilização em desacordo com as normas de segurança e condução no trânsito;
  • Pneus que apresentam sinais que elementos da escultura da banda de rodagem foram arrancados decorrente de emprego em pisos ou condições não previstas em sua utilização;
  • Pneus que apresentam desgaste igual ou inferiores aos limites técnicos legais (1,6mm) em qualquer parte da banda de rodagem;
  • Pneus que foram reparados, raspados, recauchutados, recapados, redesenhados ou remodelados;
  • Pneus que foram enchidos com formas ou qualquer outra substancia no lugar do ar ou nitrogênio, por exemplo: água, espuma, isopor ou esponja;
  • Pneus com utilização de materiais químicos (Sprays) de qualquer procedência para vedação de perfuração ou cortes;
  • Pneus contaminados por produtos químicos, óleo, graxas, solventes, ou qualquer tipo de produto derivados de petróleo;
  • Danos causados pela exposição prolongada ao tempo ou armazenamento inadequado tais como rachaduras ou envelhecimento prematuro da borracha;
  • Danos causados pela montagem do pneu em rodas ou veículos incompatíveis com as especificações (dimensões, índice de carga e velocidade) ou o uso do pneu em condições inadequadas para o tipo de roda ou veículo.
  • Pneus montados em carros blindados.

Bonificação

Na ocorrência de defeito de fabricação coberto pela garantia devidamente constatado por análise do departamento técnico do importador ou fabricante, o consumidor será bonificado com base na profundidade restante da banda de rodagem do pneu no momento da avaliação técnica para emissão do laudo. Isto é, quanto menor o desgaste da banda de rodagem, maior será a bonificação (desconto) concedido na aquisição de um pneu novo equivalente.
O desgaste da banda de rodagem será calculado levando-se em conta o ponto de maior desgaste, além da profundida inicial especificada e a profundidade mínima especificada por lei (1,6mm).
Durante o prazo de garantia contratual o proprietário do pneu não será reembolsado em espécie (moeda corrente).

O Pneu Ideal Para Seu Veículo 

Para a escolha correta da dimensão do pneu é importante consultar o manual do proprietário do seu veículo.

A roda Ideal 

É de suma importância, ao escolher novas rodas, certificar-se que a largura offset, fixação e duração sejam compatíveis com seu veículo. O offset da roda é fundamental para que haja espaço suficiente entre o para-lama e a roda. Se for incorreto, pode causar danos irreparáveis aos pneus, bem como transformar todo pré-desenvolvimento geométrico de engenharia do veículo.

Pressões 

A pressão de ar sempre será recomendada pelo fabricante do veículo. Consulte o manual do proprietário, calibre seus pneus a frio ao menos uma vez por semana e sempre utilize tampas de válvulas, pois são elas que garantem um bom estanque, evitando a entrada de impurezas no interior das válvulas.

Limite de segurança dos pneus 

Através da resolução 558/80, o conselho nacional de trânsito (CONTRAN) estabeleceu que fica proibida a circulação de veículo automotor com pneus cujo o desgaste da banda de rodagem, tenha atingido os indicadores ou cuja a profundidade da banda de rodagem seja inferior a 1,6mm. Portanto, todos os pneus são dotados de indicadores de desgaste de banda de rodagem (saliências no fundo da escultura), espaçadas uniformemente através da circunstância do pneu. Nos ombros dos pneus, há uma indicação com a nomenclatura T.W.I ou em símbolo de triangulo, e na mesma direção, na banda de rodagem, estão os indicadores de desgaste.

Balanceamento 

A falta de balanceamento de conjunto pneu/roda causa vibrações em altas velocidades. O balanceamento correto é extremamente importante para o bom rendimento quilométrico e que para os pneus obtenham um desgaste uniforme. O correto é balancear o pneu imediatamente após a montagem, certificando que foram seguidas as normas de montagem.

Alinhamento 

A geometria do veículo é conjunto de características que reúnem uns elementos: mecânicos que, se respeitados, transmitem estabilidade direcional, facilitam a condução, evitam a fadiga mecânica e conservam a vida útil do pneu. 

  • Deve ser verificada com frequência e ajustada se necessário, conforme especificações do fabricante do veículo;
  • Deve ser verificar a convergência/divergência, camber, caster e KPI. Verificar antes do alinhamento as possíveis folgas, condições dos amortecedores, pastilhas de freio, retentores ou coifas danificadas, rolamentos, etc.;
  • O ajuste do alinhamento em veículos com direção hidráulica deverá ser feito com o veículo ligado.

Rodízio 

  • O rodízio dos pneus deve ser feito para garantir um bom desempenho, aumentar o rendimento e proporcionar um desgaste uniforme nos pneus
  • Tomar cuidado quanto ao sentido de rotação ou lado interno/externo do pneu;
  • Aprove o momento do rodízio para inspecionar os pneus quanto a pregos, cortes ou outros danos.

Exame dos Pneus 

É importante inspecionar se os pneus apresentam: 

  • Pressões corretas ou perda lenta de pressão;
  • Desgastes irregulares;
  • Danos na banda de rodagem ou flancos;
  • Objetos retidos no fundo da escultura;
  • Fim da vida útil (1,6mm de escultura em algum ponto de banda de rodagem);
  • Outras anomalias.

Limpeza dos Pneus 

O melhor para manter os pneus limpos é utilizar sabão neutro.